Alimente-se de Sol

É hora de pensar melhor em tudo que fazemos, desde o momento que abrimos os olhos pela manhã até o derradeiro fechar dos olhos no fim da vida, pois nem os momentos de sono podem mais ser ignorados. Muitos de vocês já sabem que trabalham no plano espiritual e em sua evolução enquanto dormem, então para quem ainda não sabe, logo haverá um texto sobre isso na minha coluna do site Eu Sem Fronteiras (clica aqui para ir direto para lá). Farei bastante posts aqui no Sábia Gratitude e na coluna sobre como devemos nos cuidar por completo. Hoje é só uma introdução sobre alimentação.



Sabe por quê comemos alimentos sólidos?
Pode ser chocante para algumas pessoas, mas a maior parte da nossa alimentação vem do ar que respiramos. Quase 70% da nossa alimentação é feita pelo ar! Os 30% restantes vem da água que tomamos e do Sol e para isso comemos alimentos sólidos, já que não somos capazes (ainda) de transformar a luz do Sol em energia, pelo menos não com a mesma eficiência de uma planta no processo da fotossíntese. Por isso, somente por isso, precisamos comer alimentos orgânicos: vegetais, legumes e frutas; eles têm a energia do nosso astro rei processada e transformada em energia vital.

O que quero dizer é que se pudéssemos fazer a fotossíntese nós mesmos, não haveria a necessidade de comer alimentos sólidos, seria suficiente tomar água, respirar profundamente e assistir ao nascer do Sol todos os dias. Imagine retirar todo o esforço que nosso corpo é obrigado a fazer para digerir os alimentos e usar isso para mais e mais evolução? Pois é... E veja que eu não estou colocando na equação nenhuma alimentação de origem animal, já que elas não contém quase nenhuma energia vital solar, mesmo que animais como a vaca alimente-se puramente de grama, a grama é capaz de fazer fotossíntese, a sua energia é usada para manter a vaca viva e não é transferida para sua carne, não com a mesma eficiência energética de comermos nós mesmos a grama. Por essa razão a alimentação carnívora é ineficaz para nos manter bem alimentados.

Existe um adendo que é necessário fazer sobre nossa alimentação carnívora. Mesmo que em muitos lugares e literaturas ela seja considerada errada, até mesmo esse "erro" foi necessário para nossa evolução. Cada fonte de energia (tudo que comemos é energia, pois tudo que existe é energia) traz sua carga genética e uma história para ser contada. Durante os milhões de anos de evolução, cada alimento e cada fonte de energia que captamos e absorvemos foi responsável por um avanço em nosso DNA e registro espiritual, por isso, ao absorver mais energia de diferentes formas e fontes através da alimentação, fomos capazes de evoluir muito mais que os animais que comem "certo". E aproveito mais uma vez a ocasião para frisar que certo e errado é um conceito humano muito limitado como fator determinante, independente da situação.

Muitas pessoas estão optando por uma alimentação vegetariana novamente, pois já atingimos um grande salto evolutivo e voltar a comer "certo" como fomos projetados para nos alimentar é uma forma de limpeza que nos prepara para o próximo salto evolutivo, o salto de talvez em mais alguns milênios deixar de comer alimentos sólidos. Quem sabe?

É importante dizer que a evolução nunca termina e para cada etapa existe uma demanda energética, pesada ou leve, uma alimentação ideal e uma quantidade de conhecimento que precisamos obter para atingir seu potencial mais elevado. Certo ou errado para uns como errado e certo para outros, porém para confiar que você esteja no seu caminho certo, basta acreditar nos seus sentimentos, nos seus instintos e para quem tem contato com seus anjos da guarda ou Eu superior, não existirá guia melhor.

Alimente-se com o que seu corpo pedir, com o que sua natureza te chamar e nunca estará errado. Se quer comer um baita bifão, fique tranquilo ou tranquila e alimente-se como se sentir melhor. Duvide de mim, mas nunca duvide do seu corpo e do que ele te pede. Essa é a verdade absoluta sobre o que é certo para você, sua alimentação e sua saúde.

Eu sou Allan Lucena
Sábia Gratitude para todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário